sexta-feira, 3 de outubro de 2008

The Privilege & The Blindness

Hoje, vamos imaginar que estamos a fazer um cruzeiro, estamos a bordo do Albatros, e por volta das 7 horas da matina chegámos ao Canal.

A correr que nem loucos, fazemos o barba, ou arranjamos o cabelo, vestimos roupas confortáveis, usamos talvez o protector solar, o dia está lindo no triângulo, o Sol embora de Outono poderá pregar das suas...



Enquanto esperamos ansiosamente pela nossa lanchinha para nos levar a terra, pois por incrível que pareça, não podemos acostar...Enfim neste campo esta gente anda um pouco atrasada (tenho de confessar), damos um salto aos decks superiores para admirar as maravilhas que nos rodeiam.

Primeiro vou para o lado do Sol, a Montanha do Pico, está soberba, o espectáculo é arrebatador, nunca pensei ver algo tão majestoso na minha vida, está completamente livre de nuvens, mal posso esperar pela tarde para visitar a ilha...




Dou uma fugida para o outro lado, meu Deus, que maravilha, um autêntico presépio, o Sol está a iluminar o casario branco, que disposto em anfiteatro abre as portas da Cidade Baía mais bonita de Portugal. Estão a chamar, tenho de me apressar vou visitar o Faial, durante toda a manhã.

Todos a bordo às 13 horas.





Tenho pena que os governantes destas terras, não percebam a mina de ouro que aqui tem, estamos a chegar ao cais, está um barco de passageiros local a chegar, a confusão é tremenda, nunca vi tanta barafunda num porto de escala, é gente por todo o lado, táxis, carros estacionados por todo o sitio, que confusão...




Chegámos ao autocarro, vamos iniciar a nossa excursão na ilha do Faial, estou em pulgas, o dia está lindo, quero ver a Caldeira, o Vulcão, sei lá tudo o que houver para ver...


Chegámos da visita à ilha, foi maravilhoso, tantos contrastes, tantos verdes, paisagens deveras inesquecíveis, o dia está fabuloso, até vemos a Graciosa, São Jorge, pena o Pico estar já cheio de nuvens, mas o que vimos de manhã, vai ficar na nossa memória para sempre.

Ouvi dizer, que vão iniciar brevemente obras aqui no porto para reordenar a barafunda desta manhã, mas parece que novamente, não vão fazer grande coisa, as coisas cá no Faial, parecem que são projectadas por pessoas com falta de visão, salvo o caso da doca comercial, foi o que aconteceu com a Marina e agora pelo que sei, estão a tentar fazer o mesmo com o novo projecto.
É uma pena...


São 14 horas, após o almoço vamos partir à descoberta da ilha montanha, temos a tarde toda para a visita, hoje vai ser um dia em cheio, duas ilhas fabulosas no meio do Atlântico, cada qual com uma identidade própria...
Hoje fui um privilegiado, já devia ter vindo cá mais cedo...

7 comentários:

Je Vois la Vie en Vert disse...

Também quero fazer esta experiência...
Sendo hoje o dia do sorriso, envio-te uns beijinhos verdinhos e muito sorridentes !

Mello disse...

Que felizardo este marinheiro, bela vida!
Quando eu crescer quero ser marinheira para desfrutar das belezas do Grupo Central.

Gostei de todas as fotos, especialmente da que se vê a Graciosa, se não fosse esta foto corria o risco de nunca ver a Graciosa do Faial.

Adorei o texto, muito criativo…

Beijinhos,

Graça Mello

amg disse...

Ele esqueceu-se de dizer que, no fim da visita ao Faial, e antes de embarcar no cais, gastou uns bons dolares/euros num conjunto de lojas cheias de produtos regionais do Triângulo...
E que no dia seguinte, já em pleno mar alto, o pequeno almoço a bordo tinha massa sovada, queijos vários das ilhas, além da manteiga local...
:D
(e que o número de passageiros estava agora completo, devido aos que embarcaram via chegadas internacionais do Aeroporto da Horta...)

Periquito disse...

Este "Triângulo" necessita, lá para os lados da Ribeira da Conceição, não é de um cais de cruzeiros, mas sim (e tb) dumas Portas... do Triângulo! ou do Canal!
Vai-se perder (novamente) a oportunidade!

Lc disse...

A o "periquito" esperemos que não caro amigo...

Lc disse...

Ao AMG, melhor complemento para a visita, não conheço, será que mais ninguém percebe isso.
Apetece dizer aos políticos desta terra: DAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

Triângulo - O verdadeiro trunfo dos Açores, sem dúvida.

gaivota disse...

vim dar uma espreitadela e matar saudades das ilhas, logo encontrei tantos cantinho de que tanto gosto...
quase me senti por aí!
beijinhos