sexta-feira, 4 de janeiro de 2008

MAIS DO MESMO

NÚCLEO CULTURAL DA HORTA ESTÁ COM PENA (lol)

Estavam todos os Faialenses na expectativa de saberem quais os resultados dos concursos de Presépios e Altarinhos. Voilá, quase no fim da festa, já são conhecidos.
Nos Presépios Tradicionais (6 participantes), o 1º lugar é mesmo tradicional e mais não digo...
Nos Presépios Originais (5 participantes), deu-se mais uma vez um acontecimento bizarro, devido á falta de qualidade não foi atribuído o 2º prémio. (mas isto não era para manter a tradição??????) Vejamos, foi atribuído o 1º, tudo bem. Para o 2º não havia qualidade suficiente, e foi atribuído o 3º prémio (o feliz contemplado deve estar no mínimo confuso...)
Nos altarinhos (2 participantes), novamente uma situação insólita, não havia qualidade para o 1º prémio, foi atribuído o 2º, para o 3º também não havia qualidade, isto de ser júri, tem muito que se diga, é difícil manter a tradição com argumentos tão patetas.
Moral da história, o Núcleo Cultural da Horta está com grande pena, apesar de o número de Presépios ter aumentado (terá participado - 1 o ano passado???), infelizmente os Altarinhos diminuíram (porque será???)
Por favor desapareçam de cena, já ninguém pode com isto, haver havia, apenas não participaram porque estão fartinhos destas idiotices, fazem os concursos para manter as tradições e depois vem com as tretas da qualidade, e os participantes, não reparam na qualidade do júri???????...

Há, é verdade a decisão do júri é soberana, não pode ser contestada...

1 comentário:

geocrusoe disse...

Não vi muitos presépios concorrentes, os que vi aparecem no meu blog completos ou em parte, nem sei quem ganhou, mas já referi que tenho algumas dúvidas que a metodologia de concurso seja o meio para criar amor a este tipo de actividade. Matematicamente não há 3.º sem segundo... e 2.º sem primeiro, logo pelo teor do texto algo está mal, só não sei onde. Mas ouvi um concorrente protestar e a ser verdade o que ele disse, tinha razões para a sua conclusão... "faço isto porque gosto e já não ligo ao concurso", falta apenas criar condições para que outros venham a gostar tambem.