domingo, 4 de maio de 2008

O EQUILIBRISTA


"O canário (Serinus canaria), ou canário do reino, ou, popularmente, canarinho é um pequeno pássaro canoro, membro da família Fringillidae. Este pássaro é originário dos Açores, da ilha da Madeira e das ilhas Canárias. É um pássaro com um comprimento total de 12,5 centímetros e com um comprimento de asa de 71 milímetros. A sua plumagem é geralmente amarelada com a parte inferior do ventre de cor clara.

As fêmeas têm uma coloração semelhante, mas mais acinzentada e menos brilhante.
O acasalamento ocorre entre Março e Junho dependendo das condições climatéricas e a postura é de quatro a cinco ovos que têm um período de incubação de 15 dias. O ninho colocado, geralmente, a entre 4 e 6 metros do solo entre ramos de loureiros, pinheiros e grandes tojos arbóreos, é confeccionado com fibras vegetais, ervas e folhas de estevas.

Aparece muitas vezes atapetado por líquenes, pêlos e penas. O macho não colabora na incubação mas quando os juvenis nascem é solicitado a procurar alimento. Os juvenis com três semanas de idade são já capazes de voar, permanecendo ainda um certo tempo na tutela materna."

Wikipédia





Aqui está a prova, que é um verdadeiro equilibrista. É muito comum nos Açores, apesar de já ter passado por alguns anos menos bons, agora felizmente estão a recuperar território. Alguns populares diziam, não sei, se com razão que os pardais estavam a tomar "conta" de tudo, e que quase já não se via canários da terra.

Certo, é que aparentemente andam por aí em maior número, e espero que assim se mantenha.

3 comentários:

Bispo disse...

É muito engraçado, ter passado por aí o Earthrace, e na RTP-A nem uma palavrinha, andamos a sustentar a delegação para que finalidade.
Se por acaso tivesse passado pelas pseudo "Portas do Mar", a grande entrada marítima do arquipélago, tinhamos levado com o Sidónio no Atlântida uma tarde inteira, quiça a bordo do barquito, não esquecendo a repetição 1 dia ou 2 depois. Depois andamos todos contentes com o serviço público de uma televisãozinha esvaziada de oito ilhéus, e densamente povoada com a ilha do Arcanjo e com aquele sotaque que dá má imagem a todos os Açorianos, haja paciência.
Estranhamente, também aqui na rota não se criticou o facto...

Lc disse...

Caro amigo, é um facto. Já estamos habituados a esses tratamentos, não criticámos, pois achamos que não vale a pena, nada vai mudar, e para mais desconheço quem terá mais culpa se a própria RTA-A ou a delegação que temos cá na ilha, acho que aqui também abunda muita falta de ideias, ou quem sabe restrições impostas pela "sede", desconheço sinceramente...
Uma coisa é certa e nisso tenho de concordar, o tratamento principalmente nos noticiários nunca foi ou será igual, a não ser que seja mesmo uma notícia muito ruim, aí sim temos tempo de antena até fartar, por exemplo hoje foi tema de abertura no noticiário o mega julgamento relacionado com a Droga, eh eh eh...

João Pedro disse...

É verdade que a "nossa" RTP-A não faz muito, ou melhor faz pouco,mas também é verdade que uma ilha com mais população que as outras 8 dos Açores tenha mais tempo de antena.
Felecidades a todos.