sexta-feira, 1 de agosto de 2008

O BRASÃO DA HORTA

Autor - Sérgio Horta
"Teve a Câmara da Horta brasão de armas por decreto assinado pelo Rei D. Luiz I, em 3 de Maio de 1865. Vou transcrever na íntegra êsse diploma, porque nêle se faz referência a um facto histórico - a influência que exerceu a ilha do Faial no triunfo da causa do constitucionalismo - que muito convém lembrar, especialmente à desmemoriada aluvião política, que nos tem governado e virá pelos tempos adiante a governar, e sempre esquiva em retribuir quem deu à Nação, numa hora difícil, o melhor do seu sangue e do seu esfôrço. Convém não deixar nunca os créditos próprios por mãos alheias."

Este texto foi escrito por Marcelino Lima na década de 30, e como parece actual...


"...hei por bem fazer mercê à cidade da Horta do título de Muito Leal, e outro sim me praz permitir, vista a informação do rei de armas de Portugal, que a mesma cidade de ora em diante possa usar da mesma forma do seguinte brasão de armas, a saber: um escudo esquartelado, tendo no primeiro quartel em campo de prata as quinas de Portugal; no segundo de campo azul o busto de prata de Sua Majestade Imperial o Senhor Dom Pedro IV, meu augusto avô de muita saudosa memória, e no contra-chefe a coroa e o cetro de ouro alusivos ao facto da sua abdicação; e no terceiro em campo azul um livro de prata tendo escrito em letras azues a data de 29 de Abril de 1826 em alusão à Carta Constitucional da monarquia; e no quarto em campo de púrpura um castelo de prata e pousado sôbre êle um açor também de prata; orla azul com a legenda em letras de ouro - D.Luiz I à mui leal cidade da Horta: coroa ducal e por timbre um braço de prata armado duma espada do mesmo metal..."


citações - Marcelino Lima (Anais do Município da Horta)

7 comentários:

di.di disse...

hihihi :P i dont reaaly understand even after i've translated the post using google translator.. watever it is, thanks for sharing...

geocrusoe disse...

Sem dúvida que este brasão não está conforme com as regras da heráldica, nem tem sinais do brasão anterior, qualquer forma gosto muito dele, sobretudo por não existir mais nenhum semelhante no seu conjunto.

Fê Costta disse...

Acho bonito como Portugal conseguiu manter sua tradição de brasões. Aqui no Brasil, tudo se perde... desmemoriados somos nós que mal sabemos o brasão referente ao próprio apelido!

Grande abraço! :)

Lc disse...

To di.di, i have a website translator, why dont you try??

Lc disse...

Ao Geocrusoe, quem ve os brasões dos outros municipios Açorianos, percebe que este não tem nada a ver com eles, enfim, lá bonito ele é...

Lc disse...

Cara amiga fê costta, nós por cá também não damos muita importância, é pena, existe algumas coisas interessantes por cá, sobre este tema...
Só recentemente as freguesias começaram a se "preocupar" com os seus símbolos heráldicos, prometo mostrar alguns num futuro próximo.

Periquito disse...

E sabem que a própria Comissão (ou lá como se chama) que aprova os Brasões, quis, em tempos, retirar do nosso mui amado Brasão, o braço de prata armado de espada?
Porque mais ninguém tinha aquilo, foi a resposta.
Parece que na altura foi o cabo dos trabalhos para os convencer a manter - disse-me em tempos creio que o Dr. Carlos Lobão.
Mas lá está aquele vigoroso braço de espada em riste para nos defender (que bem precisamos, já que a inércia instalou-se na ilha e nos espiritos da maioria dos faialenses)
Lindo Brasão
Boa ideia divulgares os das freguesias.
Abraço