sábado, 1 de dezembro de 2007

PRESÉPIOS

UMA DAS MAIS BONITAS TRADIÇÕES PORTUGUESAS

Tornou-se costume em várias culturas montar um presépio quando é chegada a época de Natal. Variam em tamanho, alguns em miniatura, outros em tamanho real. O primeiro presépio do mundo terá sido montado por São Francisco de Assis em 1223. Nesse ano, em vez de festejar a noite de Natal na Igreja, como era seu hábito, o Santo fê-lo na floresta de Greccio, para onde mandou transportar uma manjedoura, um boi e um burro, para melhor explicar o Natal às pessoas comuns.


O costume espalhou-se por entre as principais Catedrais, Igrejas e Mosteiros da Europa durante a Idade Média, começando a ser montado também nas casas de Reis e Nobres já durante o Renascimento. Em 1567, a Duquesa de Amalfi, mandou montar um presépio que tinha 116 figuras para representar o nascimento de Jesus, a adoração dos Reis Magos e dos pastores e o cantar dos anjos.


Foi já no Século XVIII que o costume de montar o presépio nas casas comuns se disseminou pela Europa e depois pelo mundo.

video


Em Portugal, o presépio tem tradições muito antigas e enraizadas nos costumes populares. Este é montado no início do Advento sem a figura do Menino Jesus que só é colocada na noite de Natal, depois da Missa do Galo. Tradicionalmente, é perto do presépio que são colocados os presentes que são distribuídos depois de se colocar a imagem do Menino Jesus. O presépio é desmontado a seguir ao Dia de Reis.

O Presépio Tradicional Português é - ao contrário do que encontramos nos outros países - formado por figuras tão diversas que não correspondem exactamente à época que deveriam representar. À excepção das figuras da Sagrada Família (São José, Virgem Maria e Menino Jesus), dos pastores e dos Três Reis Magos, todas as restantes figuras que surgem no Presépio Tradicional Português foram adicionadas com vista a dar uma representação "mais portuguesa" à história da Natividade.
Assim, podemos encontrar figuras como: um moleiro e o seu moinho, uma lavadeira, uma mulher com um cântaro na cabeça, entre muitos outros personagens divertidos e tipicamente portugueses. A origem destas peças é da Região Norte de Portugal e, ainda hoje, são todas produzidas com origem artesanal.

Fonte - Wikipédia

9 comentários:

Anónimo disse...

Nice blog dude, keepit up
www.orkutstyles.blogspot.com

SAM disse...

Adorei conhecer um pouco mais dessa história que me encanta desde sempre e a tantos que tem dentro de si a fé e a significação maxima desta data e de todo o simbolismo que representa cada figura. Não obstante o Brasil ter diversos colonizadores e suas influências, cá também temos presépios tipicamente brasileiros. São lindos! Figuras em barro, tipicamente nordestina e demais peculiaridades de um país tao grande e com enorme diversificação de raças.


Beijos e obrigada pela visita!

RUI disse...

Olá
Ilha muito bonita que ainda não tive o prazer de conhecer. Conheço a Madeira, mas todas as pessoas que conhecem os dois lugares dizem que os Açores é mais bonito. O Natal por estas bandas é estranho, calor, sol, etc. Aqui as renas vão ter de suar para puxar o trenó.
Continuem a difundir esse belo lugar.
Cumprimentos e felicidades.
Rui em Brazzaville - Congo

Alice Matos disse...

Grata pela visita... Um Bom Natal para ti...

Menina do Rio disse...

Olá!
não sou adepta a festejos natalinos, mas tenho que reconhecer que há um esmero muito grande, além de criatividade nos preparos ds festas. O Brasil, por ser um país de predominância católica, empenha-se em criar obras natalinas de grandeza!
obrigada por me visitar e fica aqui o meu sorriso

Olhos de mel disse...

Olá! Quero agradecer a visita lá em casa. Gostei muito! Assim como adorei seu blog!
Um belo post! Eu adoro as ornamentações do Natal. Porém a festa em si, acho triste. Não gosto! Porque lembra as pessoas queridas que já se foram, porque a ilusão do papai noel faz com que as crianças pobres se sintam mais tristes ainda. As ceias natalinas são injustas, porque enquanto muitos têm mesas fartas, outros amargam um pedaço de pão e muitas vezes nada.
Quando era pequena, adorava! Ficava encantada na noite do natal, mas o tempo e a realidade da grande população do planeta, me fez achar que o verdadeiro sentido do natal, ficou perdido. O apelo comercial é forte e muitos se deixam levar por ele.
Porém essa é apenas, uma coisa minha e gosto de ver, que existem pessoas que gostam e se envolvem com ele.
Olha só; vou voltar por aqui. Gostei imensamente de tudo que vi e li. Parabéns!
Que seu fim de semana seja feliz! Fique com Deus!
Beijos

Lc disse...

Aos Olhos DE MEL, tens toda a razão, em muitas das coisas que dizes, mas infelizmente sozinhos não podemos mudar o mundo, vai sempre continuar a haver injustiças. O melhor que temos a fazer, na minha opinião é ajudar quem precisa(por pouco que seja).
O verdadeiro espírito de Natal, será o da humildade e o da caridade, valores estes demonstrados no Presépio, embora hoje em dia, valores que não são muito populares.
Para finalizar, acho que todos nós devemos "renascer", nesta quadra com o objectivo de "sermos" todos melhores pessoas neste mundo cada vez mais egoísta e impessoal.
Volta sempre que quiseres, Um Santo Natal para ti.
Bjs.

Lc disse...

Á SAM, espero ver um desses presépios no teu blog.

Ao Rui, sem dúvida caro amigo, os Açores são fantásticos, se tiveres um dia oportunidade, vem conhecer, garanto a satisfação.
Natal com calor, deve ser no minimo diferente...

Para todos um Feliz Natal.

Betty Branco Martins disse...

Olá IC



____________faço sempre o presépio e também a árvore de Natal____________adoro esta época







acho-a_____________mágica:)




beijO c/ carinhO